TRATAMENTO DE ÁGUA E SEUS BENEFÍCIOS

Se define tratamento de água, como uma sequência de operações, que em conjunto consistem em melhorar suas características organolépticas, físicas, químicas e bacteriológicas, a fim de que se torne adequada ao consumo humano.
A água cobre 75% da superfície da terra. Deste total, 97,4% é salgada, e está presente nos mares e oceanos. A água doce, portanto, não chega a 3%, sendo que 90% desse volume corresponde a geleiras e apenas o restante está nos rios, lagos e lençóis subterrâneos. Daí a importância da preservação dos mananciais.
Para que possa ser consumida, sem apresentar riscos à saúde, ou seja, tornar-se potável, a água tem que ser tratada, limpa e descontaminada. O processo de tratamento de água a livra de qualquer tipo de contaminação, evitando a transmissão de doenças.
Podemos considerar duas finalidades importantes, no tratamento de água:

Finalidade higiénica: Remoção de substâncias venenosas ou nocivas, teores elevados de compostos orgânicos, bactérias, vírus e outros micro organismos.
Finalidade econômica/estética: Correção da cor, odor, sabor, corrosividade, turbidez, etc.

A água é captada dos rios e córregos por meio de bombas. Esta água é conduzida, através das adutoras de água bruta, até a estação de tratamento de água, também chamadas ETA. Ali é transformada em água limpa, saudável que atenda os parâmetros da Portaria 2914, do Ministério da Saúde.


Em uma Estação de Tratamento de Água, basicamente ocorrem os seguintes processos em etapas:
 
Coagulação: Quando a água na sua forma natural entra na ETA, ela recebe, nos tanques, uma determina quantidade de coagulante, sulfato de alumínio por exemplo. Esta substância serve para aglomerar juntar partículas coloidais, que se encontram na água.

Floculação: A água em movimento, com gradientes de velocidades controlados, as partículas sólidas se aglutinam em flocos maiores.

Decantação: Por ação da gravidade, os flocos com as impurezas e partículas ficam depositadas no fundo dos tanques, separando-se da água clarificada.

Filtração:
A água passa por filtros formados por carvão antracito, areia e pedras de diversos tamanhos. Nesta etapa, as impurezas de tamanho pequeno ficam retidas no filtro.

Desinfecção: Nesta etapa é aplicado na água cloro, ou outro desinfetante, para eliminar micro organismos causadores de doenças.

Correção de PH: É aplicada na água uma certa quantidade de cal hidratada, ou carbonato de sódio. Esse procedimento serve para corrigir o pH com valor ajustado para consumo humano, e preservar a rede de encanamentos de distribuição.

Em alguns casos é aplicado flúor na água, para prevenir a formação de cáries dentárias em crianças.
Atualmente, apesar de boa parte da população dispor de fornecimento público de água, que pode ser considerada de boa qualidade, ainda assim os Filtros e Purificadores, são cada vez mais necessários. Dispor de água potável não significa que ela seja isenta de elementos particulados, que são imperceptíveis aos olhos.

Mas, embora esses elementos não tornem a água não potável, eles trazem consequências negativas, inclusive para a saúde humana.
Com o passar do tempo esses elementos presentes na água vão se depositando nas tubulações, nas válvulas, torneiras, orifícios de chuveiros, máquinas de lavar roupas etc. O resultado, com o tempo, é a diminuição da vida útil destes utensílios. É comum também aparecerem manchas amareladas nas loucas sanitárias.

Na lavagem de roupas, esses elementos são responsáveis por deixá-las ressecadas, por vezes amareladas, obrigando o uso em excesso de sabão e/ou detergentes.
O cloro é um composto que demanda muita atenção por parte de quem convive com ele na sua alimentação. Não podemos nos esquecer que, assim como outros compostos químicos, o cloro é tóxico para o organismo humano, especialmente se ingerido em volumes elevados. Os efeitos colaterais são facilmente observados na saúde humana e até mesmo quando ele entra em contato com animais ou plantas. É responsável pela presença de gostos e odores estranhos na água, doenças de pele como eczema, acne, psoríase, seborreia e outros males da pele, e também do couro cabeludo.

Vale destacar que até mais perigoso que o cloro ingerido na água é aquele absorvido durante o banho. Isso acontece porque nossos rins e nosso aparelho digestivo realizam a filtragem de algumas toxinas. Porém, no banho, nossos poros estão abertos, o que aumenta a absorção dos produtos tóxicos, como o cloro.

Seja para beber, lavar e preparar alimentos, higiene, ou para proteger os utensílios domésticos e as instalações hidráulicas frias e quentes das casas, escolas, restaurantes, hotéis, lavanderias, empresas, lojas, academias, mercados, hospitais, etc., os Filtros e Purificadores são, a cada dia, mais necessários.

ESTAÇÃO AUTOMÁTICA DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE 400 m³/h. PROJETADA, FABRICADA E INSTALADA PELA FILTRANDO.
LOCALIZAÇÃO: ARRAIS – TO.
WhatsApp WhatsApp